Decorar360

Posted on

Imagine… a beleza que salvará o mundo

coluna | por Victor Megido | @victor_megido

 

Os tempos atuais nos incitam a uma verdadeira reflexão sobre o estar no mundo e o significado maior de nossa travessia neste planeta. Isso pode ser um grande parque de diversões, pode ser determinação e garra para multiplicar dinheiro e gerar mais alegria e dopamina no cérebro e, assim, ter a sensação de recompensa de felicidade. E pode ser o autoconhecer-se como pediam os antigos gregos, para a partir disso reconhecer as fragilidades humanas e desenvolver intencionalmente a virtude. Será que ainda iremos ignorar isso? Já dizia J.J. Rousseau que a condição do homem, enquanto pessoa e não objeto, apenas mudará a partir da conscientização política e econômica:

“Nos causamos mais males do que os remédios que a medicina pode nos oferecer. A extrema desigualdade na maneira de viver, o excesso de ociosidade de uns, o excesso de trabalho de outros, a facilidade de provocar e de satisfazer nossos apetites e nossa sensualidade, os alimentos muito requintados dos ricos, a alimentação ruim dos pobres, os excessos de todo o tipo, os transportes imoderados das paixões, as fadigas, o esgotamento do espírito, os inúmeros dissabores e sofrimentos experimentados em todas as condições, os quais corroem perpetuamente as almas, tudo isso são provas funestas de que nossos males, em sua maior parte, são obra nossa e de que teríamos evitado quase todos se conservássemos a maneira simples de viver”.

Nosso desafio hoje mais do que nunca é projetar o futuro a partir de um design que pense o impacto social e ambiental também. Não para “inglês ver”. Sinto que estamos vivendo, neste início de milênio, a oportunidade de uma nova jornada, menos errática e que ofereça a chance de exercer o direito da emancipação ao indivíduo, indo de encontro à uma sociedade da empatia, da compaixão e da justiça social. Sinto tristeza, por outro lado, quando vejo que se nada mudar, daqui a alguns anos, a doença que mais causará problemas à humanidade não será o Coronavírus e sim a depressão, mesmo com tanto bem-estar possível. 

É realizável um mundo feito de beleza, pois já inventamos o que é necessário para que isso ocorra. Sabemos qual o melhor sistema político que permite a dialógica (a democracia), a melhor maneira de se relacionar (o respeito), temos abundante tecnologia para oferecer bem-estar a todos de forma sustentável também ambientalmente, e somos em tantos nessa Terra, motivo pelo qual não deveria existir mais a solidão. Mas se insistirmos em desrespeitar nosso planeta, dificilmente a beleza salvará o mundo.  

“Imagine todas essas pessoas vivendo em paz. Você poderá dizer que sou um sonhador. Mas não sou o único. Venha com a gente”. (J. Lennon). 

 

Foto: PixaBay

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.
*
*