Decorar360

Posted on

Um novo olhar para o estilo industrial

interiores | por Gabriella Afonso

ESTAMPAS GEOMÉTRICAS, ADIÇÃO DE CORES NA DECORAÇÃO E PINTURA, FORAM ALTERNATIVAS PARA COMPOR O PROJETO COM A DOSE CERTA DE OUSADIA PARA OS JOVENS PUBLICITÁRIOS.

ijolos e concreto aparentes, poucas paredes e trilhos com spots direcionáveis, instalados na laje de concreto desse apartamento, localizado no bairro de Moema (Sp), nos levam a tendência industrial de imediato. No entanto, algumas adaptações nos materiais, trouxeram uma nova leitura do estilo. A arquiteta Viviane Gobato considerou o desejo dos moradores e mesclou este conceito ao contemporâneo, com o design do mobiliário, releituras de pendentes e tijolos, cores sóbrias e até a interferência popular das estampas geométricas na decoração. A união harmoniosa desses estilos é cada vez mais comum para adaptar a ousadia do industrial à preferência de cada um. Neste caso, o uso de plaquetas de tijolo, no lugar do elemento natural, a pintura branca das alvenarias, deixando o concreto se destacar apenas na laje, o piso de madeira em detrimento do típico cimento queimado, bem como o uso da paleta em tons pastel tornaram a decoração mais leve e fluída, sem fugir da proposta. O piso de peroba dourada instalado na paginação espinha de peixe e o fechamento de vidro da varanda permitem que o ambiente seja utilizado como extensão da área social.

A iluminação de LED embutida em cada nicho da estante traz aconchego ao ambiente e auxilia na busca pelos livros.

Em contraste com o cimento queimado do painel, para o piso foi revestido com tacões de peroba dourada, da Indusparquet, instalado em toda a área social.

Os pendentes são uma releitura dos modelos usados em fábricas, ou seja, uma alternativa moderna de manter o estilo industrial presente. Os azulejos da Lurca se encarregam de colorir o ambiente.

Para criar um espaço de convivência descontraído, o ambiente foi otimizado com móveis de marcenaria industrial.  Isso torna a adequação mais simples nos ambientes. Outro ponto positivo é a diversidade de acabamentos, com possibilidades de ferragens e puxadores metálicos”, reforça a arquiteta.

A escolha dos móveis foi pensada para criar contraste com a decoração leve, como é possível observar na mesa de jantar, que tem base em concreto e tampo de madeira, mas é cercada pelo design delicado das cadeiras de corda. O projeto jovem e atemporal traduz a personalidade dos moradores. A sala de estar é o destaque do apartamento, graças a estante iluminada e o discreto cantinho de leitura, composto por poltronas (colocar modelo, assinatura do design e loja) e delimitado pelas plaquetas de tijolo sem acabamento. Logo ao lado, na sala de TV, a parede revestida com tijolos pintados de branco torna o ambiente mais leve. Na área do home theater, o acabamento em cimento aparente destaca a TV, embutida na parede. Fugindo da marcenaria tradicional, o cimento queimado é protagonista
inclusive nas prateleiras.

A falta de espaço para uma cozinha gourmet impedia a instalação da bancada. A solução encontrada pela arquiteta foi demolir a parede que separava os ambientes, promovendo a integração de toda a área social, o que permite aos moradores cozinhar e interagir com quem está na sala.

O piso de peroba integra o interior a área externa, onde o paisagismo permanente do painel verde traz a natureza para perto os moradores.

Fotos: Salvador Cordaro (divulgação)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.
*
*